A IMPORTÂNCIA DO ADMINISTRADOR NA GESTÃO HOSPITALAR: percepção de médicos, enfermeiros e administradores de um hospital universitário

Dartagnan Ferreirra de Macêdo, Thayse Ingrid Clímaco Romeiro, Duilio Cleto Marsiglia

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo analisar a importância do administrador na gestão hospitalar, a partir da visão das chefias de médicos, enfermeiros e administradores de um Hospital Universitário. Para tanto, realizou-se uma pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa e quantitativa. A coleta de dados foi realizada por meio de questionários aplicados com todas as 41 chefias de médicos e enfermeiros da organização estudada e de entrevistas
semiestruturadas com um grupo de 8 administradores do Hospital. A partir dos resultados, constatou-se que a maioria dos médicos e enfermeiros observa o hospital como uma organização complexa (92,7%), reconhece a necessidade de experiência e/ou conhecimento em gestão para assumir cargos de direção ou chefia (97,6%) e acreditam que a gestão deve ser compartilhada entre médicos e administradores (78%). Em relação ao relacionamento entre as categorias
profissionais, percebeu-se a necessidade de aperfeiçoamento no processo de comunicação. Nos resultados das entrevistas, observou-se que os administradores demonstraram a importância das funções gerenciais desenvolvidas para garantir o funcionamento adequado dos serviços
hospitalares. Portanto, evidenciou-se a essencialidade do profissional administrador dentro da estrutura hospitalar, destacando-se, contudo, a necessidade de competência gerencial, especialização na área e do apoio de todos os profissionais de saúde para a obtenção dos objetivos organizacionais.


Palavras-chave


Gestão Hospitalar; Administração Hospitalar; Administrador; Hospital Universitário.

Texto completo:

PDF

Referências


BELTRAM, G. S.; CAMELO, A. C. O. Hotelaria hospitalar e alguns aspectos da gestão hospitalar necessários para melhorar a qualidade no atendimento. FCV Empresarial, v. 1, p. 53‐

, 2007.

CALDAS, B. N. O papel do dirigente hospitalar: A percepção de diretores de Hospitais Universitários vinculados às Instituições Federais de Ensino Superior. Dissertação (Mestrado em

administração) - Fundação Getúlio Vargas, Escola de Administração de Empresas, São Paulo, 2008.

CARAPINHEIRO, G. Saberes e poderes no hospital. 4. ed. Porto: Edições Afrontamento, 2005.

CECÍLIO, L. C. O. Autonomia versus controle dos trabalhadores: a gestão do poder no hospital.

Ciência & Saúde Coletiva, v. 4, n. 2, p. 315-29, 1999.

______. Inventando a mudança na saúde. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

COUTO, R. C.; PEDROSA, T. M. G. Hospital: Acreditação e Gestão em Saúde. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

DRUCKER, P. F. Administrando em tempos de grandes mudanças. São Paulo: Pioneira, 1999.

DUARTE, I. G.; BOTAZZO, C. Gestão de pessoas nas Organizações Sociais de Saúde: algumas observações. Revista de Administração em Saúde, v. 11, n. 45, p. 161-168, 2009.

FERREIRA, L. C. M. O poder nas organizações hospitalares: administradores hospitalares fantoches da hegemonia hierárquica médica? Dissertação (Mestrado em administração) -

Faculdade Novos Horizontes, Belo Horizonte, 2008.

FEUERWERKER, L. C. M.; CECÍLIO, L. C. O. O hospital e a formação em saúde: Desafios atuais. Ciência & Saúde Coletiva, v. 12, n. 4, p. 965-971, 2007.

GONÇALVES, E. L. Condicionantes internos e externos da atividade do hospital-empresa. RAE-eletrônica, v. 1, n. 2, p. 1-20, 2002.

GRABOIS, V. et al. Gestão Hospitalar: um desafio para o hospital brasileiro. Rio de Janeiro: ENSP, 1995.

GURGEL, G. D.; VIEIRA, M. M. F. Qualidade total e administração hospitalar: explorando disjunções conceituais. Ciência & Saúde Coletiva, v. 7, n. 2, p. 325-334, 2002.

MAGALHÃES, S. R. B. S. Gestão de Recursos Humanos em uma organização hospitalar: a utilização de indicadores como ferramentas de gestão. Dissertação (Mestrado em saúde pública)

- Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde, Fortaleza, 2006.

MALDONADO, M. T; CANELLA, P. Recursos de relacionamento para profissionais de saúde: a boa comunicação com clientes e seus familiares em consultórios, ambulatórios e hospitais. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores, 2003.

MAUDONNET, R. B. et al. Administração Hospitalar. 1. ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 1988.

MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração: da revolução urbana à revolução industrial. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MERHY, E. E.; ONOCKO, R. Agir em Saúde: um desafio para o público. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 2002.

MINTZBERG, H. Toward healthier hospitals. Health Care Management Review, Gaithersburg, v. 4, n. 22, p. 9-18, 1997.

NETO, G. V.; MALIK, A. M. Tendências na assistência hospitalar. Ciência & Saúde Coletiva, v. 12, n. 4, p. 825-39, 2007.

PADILHA, I. M. B. M; NASSAR, M. R. F. A formação do gestor para organizações de saúde. In: XIV ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA PUC-CAMPINAS. Anais... Campinas: PUC, 2009.

PICCIAI, D. Mudança em instituições hospitalares: Análise do processo e estudo da ação do administrador hospitalar. Relatório NPP EAESP/FGV, n.4. São Paulo: FGV, 1998.

RUTHES, R. M.; CUNHA, I. C. K. O. Os desafios da administração hospitalar na atualidade. Revista de Administração em Saúde, v. 9, n. 35, 2007.

SEIXAS, M. S.; MELO, H. T. Desafios do administrador hospitalar. Revista Gestão & Planejamento, v. 1, n. 10, p. 16-20, 2004.

SENHORAS, E. M. A cultura na organização hospitalar e as políticas culturais de coordenação de comunicação e aprendizagem. Rev. Eletrônica de Comunicação, Informação & Inovação em Saúde. Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 45-55, 2007.

VENDEMIATTI, M. et al. Conflito na gestão hospitalar: o papel da liderança. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, n. Supl 1, p. 1301-1314, 2010.

VERGARA, S. C. Projetos e Relatórios de pesquisa em administração. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

ZOBOLI, E. Ética e administração hospitalar. 2. ed. São Paulo: Loyola, 2004.




DOI: https://doi.org/10.21902/jbslawrev.%20foco.v8i2.212

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Foco (Journal of Business Studies and Law), e-ISSN: 1981-223X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.