O PROFISSIONAL DE RECURSOS HUMANOS E AS SUAS COMPETÊNCIAS ESTRATÉGICAS PARA O NEGÓCIO

Ediane Eduardo Gomes do A. Aguiar Barbos, Alberto Alvarães

Resumo


É possível constatar uma relevante complexidade do tema estratégia se o atrelarmos a outro tema: competências. Os profissionais que atuam com a área de Recursos Humanos (RH), profissionais fundamentais por serem considerados como agentes de mudanças, poderiam ser vistos mais do que profissionais de uma área de apoio? A partir deste questionamento fora realizada essa pesquisa cujo objetivo foi o de identificar quais competências dos profissionais que atuam no setor de RH podem leva-los a um perfil estratégico indo além de profissionais de uma simples área de apoio. Para tanto, utilizou-se fundamentação teórica baseada em Villas Boas e Andrade (2009) e Godoy (2008) que transitam por ideias acerca de competências e ainda Andrade e Amboni (2011) que abordam o tema vantagem competitiva e a sua relação com estratégia empresarial. Como método de pesquisa foi utilizado o teste de evocação de palavras, apresentado por Vergara (2008) como metodologia, do qual participaram 100 indivíduos, posteriormente divididos em dois grupos, nos quais 50 eram profissionais que atuam diretamente na área de RH (perfil1) e outros 50 que eram gestores de áreas afins (perfil 2). Como resultado, foi possível identificar que existe, em um primeiro plano, uma maior necessidade de clareza sobre o tema estratégia e uma clara definição da cultura organizacional das áreas organizacionais, para que, em um segundo plano, as competências individuais possam ser transformadas em competências organizacionais, potencializando a vantagem competitiva das empresas.

Palavras-chave


Recursos Humanos; Competências; Estratégia.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, Juliana. A gestão de competências e sua articulação à gestão estratégica de recursos humanos. Belo Horizonte (MG): artigo digital, 2010.

ANDRADE, Rui Otávio Bernardes de. E AMBONI, Nério. Fundamentos de administração para os cursos de gestão. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

BOOG, Gustavo G. e BOOG, Magdalena T. Manual de treinamento e desenvolvimento: processos e operações. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

CARBONE, Pedro Paulo; BRANDÃO, Hugo Pena; LEITE, João Batista Diniz; VILHENA, Rosa Maria de Paula. Gestão por competências e gestão do conhecimento. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas: e o novo papel dos recursos humanos nas organizações / Idalberto Chiavenato. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004 – 9º Reimpressão

DUTRA, Joel Souza. Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas, 2014.

GODOY, Arilda Schmitd et al. Gestão do fator humano: uma visão baseada nos stakeholders. 2ª Ed.. São Paulo: Saraiva, 2008.

ROBBINS, Stephen Paul. Fundamentos do Comportamento Organizacional. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009 – 8º edição.

VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de pesquisa em administração. São Paulo (SP): Atlas, 2008 – 3º edição.

VILLAS BOAS, Ana Alice e ANDRADE, Rui Otávio Bernardes de Andrade. Gestão estratégica de pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

XAVIER, Ricardo. Gestão de Pessoas na prática. São Paulo: Livro Digital, 2006. Disponível em < http://www.ricardoxavier.com.br/arquivos/livros/gestao_de_pessoas.pdf >. Acesso em dez/2016




DOI: https://doi.org/10.21902/jbslawrev.%20foco.v10i2.198

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Foco (Journal of Business Studies and Law), e-ISSN: 1981-223X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.